Pesquisar por:
Centro de testagem à covid-19 em Reguengos de Monsaraz foi suspenso no dia 4 de março

Testes estão a ser efetuados nas farmácias Martins e Moderna

O centro de testagem à covid-19 que esteve a funcionar na Biblioteca Municipal de Reguengos de Monsaraz, localizada no Palácio Rojão, foi suspenso na sexta-feira, dia 4 de março, devido à pouca afluência de pessoas para realizarem testes. O centro de testagem poderá ser reaberto se o Município de Reguengos de Monsaraz considerar que é necessário.

Atualmente, quem necessitar de efetuar testes à covid-19 poderá dirigir-se às farmácias Martins e Moderna, em Reguengos de Monsaraz. Desde o início de janeiro, a autarquia reforçou a testagem à covid-19 em todo o concelho em parceria com as farmácias, tendo sido realizados milhares de testes no centro de testagem da cidade, nas freguesias, nas escolas e nos lares de idosos.

A câmara municipal pretendeu desta forma responder à elevada procura de testes e contribuir para que os diagnósticos fossem precoces, evitando a propagação do vírus.

Fonte: Município de Reguengos

Juntos pela Ucrânia

Em resposta à crise humanitária causada pela invasão da Ucrânia pela Rússia, o Município de Reguengos de Monsaraz constituiu a equipa de missão JUNTOS PELA UCRÂNIA para trabalhar no apoio ao acolhimento de emergência para os refugiados. Esta equipa de missão trabalha em três eixos de ação:

    • Eixo 1. Apoio ao Acolhimento de Emergência para Refugiados,
    • Eixo 2. Apoio Psicossocial,
    • Eixo 3. Apoio Logístico.

 

Eixo 1. Apoio ao Acolhimento de Emergência para Refugiados

  • através da Bolsa de Emprego, junto das empresas do concelho, a equipa de missão faz o levantamento e recebe os empregadores interessados em  preencher ou criar postos de trabalho que permitam aos refugiados a sua integração no mercado de trabalho e na vida ativa local;
  • com a Bolsa de Habitação a equipa de missão recebe as ofertas de habitações que estejam livres e cujos proprietários pretendam, solidariamente, acomodar as famílias de refugiados;
  • com a Bolsa de Acolhimento a equipa de missão faz o levantamento de ofertas de agregados familiares do concelho que pretendam receber famílias de refugiados nas suas próprias habitações;
  • e com a Bolsa de apoio Jurídico a equipa de missão cria uma rede de voluntários da área da advocacia, que pretendam dar todo o apoio jurídico aos refugiados que entretanto venham a ser acolhidos no concelho.

 

Eixo 2. Apoio psicossocial

  • a equipa de missão tem disponível o Apoio Psicológico, acompanhando as famílias vindas do contexto de guerra e apoiando-as na adaptação a um novo país;
  • Apoio no contato com familiares na Ucrânia e posteriormente no acolhimento do membro do agregado ausente, caso pretendam continuar a residir no concelho;
  • Levantamento e identificação de famílias já residentes no concelho e a promoção de Cursos de Português para as famílias.

 

Eixo 3. Apoio Logístico

Constituído por equipas que providenciam os seguintes apoios:

  • apoio na recolha de bens, em articulação com a família ucraniana que iniciou o processo de recolha;
  • apoio no transporte dos bens recolhidos, na preparação das habitações que estejam disponíveis através das bolsas de habitação e de acolhimento ou das habitações disponibilizadas pelo município e,
  • apoio na alimentação, seja através do fornecimento de bens alimentares ou mesmo de refeições.

 


Contactos

T. (+351) 969 628 851

E. juntosucrania@cm-reguengos-monsaraz.pt

Fonte: Município de Reguengos

Venda de aves vivas no mercado mensal de 4 de março

Gripe aviária de alta patogenicidade. Concelho de Reguengos de Monsaraz é região de “alto risco”

A Autoridade Sanitária Veterinária Nacional virá sucessivamente atualizando as regras para se combater e controlar a propagação do vírus da Gripe das Aves, de acordo com a evolução desta doença em Portugal. Consequentement~ as regras a ditar em cada uma das feiras ou mercados mensais no que diz respeito às condições para a venda de aves, não serão necessariamente as mesmas em cada um desses eventos.

Neste momento encontra-se em vigor o Edital nº 14, sobre a Gripe Aviária de Alta Patogenicidade da Direção Geral de Alimentação e Veterinária, que no seu ponto 9 reporta para o Aviso 18 desta Direção Geral, para o cumprimento das medidas aí estabelecidas para as regiões ditas de “alto risco”, como é o caso de toda a área do concelho de Reguengos de Monsaraz.

Assim e para o mercado mensal de março deverão ser acautelados os preceitos dispostos no nº 1 do Aviso 18 sobre a GAAP, da DGAV de 23 de fevereiro de 2022, relativamente às condições a exigir aos operadores na venda de aves vivas, onde se pode ler:

1. O agrupamento de aves de capoeira e de outras aves em cativeiro em mercados, espetáculos, exposições e eventos culturais fica sujeito às seguintes condições:

    • 1.1. Origem das aves: as aves devem ser provenientes de explorações registadas, com marca de exploração;

    • 1.2. Estado das aves: só devem ser expostas para venda as aves que se apresentem saudáveis, sem sintomatologia de doença;

    • 1.3. Registos: o organizador do evento deve elaborar o registo de todos os comerciantes/ apresentantes de aves.
      No registo deve constar a identificação de todos os operadores que vendem aves e de todos os seus colaboradores, a origem, a quantidade de aves exposta e as ocorrências sanitárias relevantes.
      Os registos devem ficar arquivados durante 3 meses, a fim de poderem ser disponibilizados para consulta pelos serviços veterinários oficiais;

    • 1.4. Separação por espécies: deve haver separação dos locais de vendas por espécie, isto é, não se deve vender galináceos misturados com anseriformes (patos, gansos ou cisnes), aves exóticas e ornamentais e columbídeos (pombos e rolas);

    • 1.5. Caraterísticas do local:

      • o local de venda deverá ser limpo de resíduos, em especial daqueles derivados de presença de outras aves,
      • o local de venda deve permitir proteção do contacto com aves selvagens. O solo deve ser coberto com uma lona ou oleado, no caso de exposição sobre o solo. Em caso de exposição em viatura, o espaço de venda deverá estar isolado nas partes laterais e superiores,
      • as aves deverão ser transferidas diretamente do meio de transporte para as caixas de venda, que não deverão estar em contacto com o solo;
    • 1.6. Limpeza e desinfeção: estas operações são da responsabilidade dos comerciantes/ apresentantes de aves. Deverá ser realizada uma lavagem seguida de desinfeção antes e depois do evento. Para a realização da desinfeção deverão ser aplicados biocidas aprovados pela DGAV, utilizados conforme as instruções do fabricante;

    • 1.7. Resíduos: devem ser aspergidos com desinfetante adequado, acondicionados em sacos de plástico e colocado no contentor do lixo;

    • 1.8. Transporte das aves:

      • os transportadores devem ter autorização de transportador de animais vivos com fins comerciais, emitida pela DGAV,
      • o meio de transporte deve ser previamente limpo e desinfetado,
      • as aves devem ser mantidas em jaulas ou caixas no interior da viatura de transporte;
    • 1.9. Os médicos veterinários municipais ou os médicos veterinários dos serviços de Alimentação e Veterinária das regiões são os responsáveis pela fiscalização do cumprimento dos requisitos anteriores.

 

O Município de Reguengos de Monsaraz, entidade organizadora do evento, vai elaborar um Registo de todos os comerciantes de aves envolvidos e incluir ainda as ocorrências sanitárias consideradas relevantes.

Mais se esclarece que ao Médico Veterinário Municipal cumpre a fiscalização do cumprimento dos requisitos dispostos no n.º 1 do mesmo Aviso, enquanto Autoridade Sanitária Veterinária Concelhia.

Lista de Documentos

Venda de aves vivas no mercado de 3 de março (informação 02/03/2022)

Gripe das aves de alta patogenicidade (edita n.º14 DGAV, 01/03/2022)

Gripe das aves de alta patogenicidade (aviso n.º18 DGAV, 23/02/2022)

Fonte: Município de Reguengos

Reguengos de Monsaraz criou equipa de missão Juntos pela Ucrânia

Autarquia vai dar apoio psicossocial, logístico e no acolhimento de emergência para os refugiados

O Município de Reguengos de Monsaraz criou hoje a equipa de missão Juntos pela Ucrânia. Esta equipa já começou a funcionar em articulação com o Ministério da Administração Interna, o Ministério dos Negócios Estrangeiros, o Alto Comissariado para as Migrações e a Embaixada da Ucrânia.

Para responder à crise humanitária causada pela invasão da Ucrânia pela Rússia, a autarquia constituiu a equipa para prestar apoio aos refugiados em três eixos de ação. O primeiro eixo centra-se no apoio ao acolhimento de emergência para os refugiados e pretende, através da Bolsa de Emprego, rececionar e proceder ao levantamento junto das empresas do concelho, de empregadores interessados em receber ou criar postos de trabalho que permitam aos refugiados a sua integração no mercado de trabalho e na vida ativa local.

Ainda neste âmbito, a Bolsa de Habitação poderá receber as ofertas de habitação de proprietários do concelho, que estejam livres e pretendam solidariamente acomodar as famílias de refugiados. Através da Bolsa de Acolhimento vai proceder-se ao levantamento de ofertas de agregados familiares que pretendam receber famílias de refugiados nas suas próprias habitações e com a Bolsa de Apoio Jurídico será criada uma rede de voluntários, na área da advocacia, que queiram dar todo o apoio jurídico aos refugiados que sejam acolhidos no concelho.

O segundo eixo terá a componente de apoio psicossocial, com a autarquia a disponibilizar apoio psicológico e a acompanhar e ajudar as famílias vindas do contexto de guerra na adaptação a um novo país. Neste âmbito será também prestado apoio no contato com familiares na Ucrânia e posteriormente no acolhimento do membro do agregado ausente, caso pretendam continuar a residir no concelho. A autarquia vai ainda efetuar o levantamento e identificação de famílias já residentes e promover a realização de Cursos de Português.

O terceiro eixo baseia-se no Apoio Logístico e terá equipas que providenciarão o apoio na recolha de bens, em articulação com a família ucraniana que iniciou o processo de recolha, assim como no transporte desses bens. Este eixo integra também a preparação das habitações que estejam disponíveis através das bolsas de habitação e acolhimento ou das habitações disponibilizadas pelo município e o fornecimento da alimentação para os refugiados.

A equipa de missão Juntos pela Ucrânia poderá ser contactada para qualquer assunto relacionado com estes três eixos de atuação ou outros esclarecimentos através do telefone 969 628 851 e por e-mail (juntosucrania@cm-reguengos-monsaraz.pt).

Fonte: Município de Reguengos

Voto de solidariedade para com o povo ucraniano

Aprovado por unanimidade na reunião ordinária da Câmara Municipal de dia 2 de março de 2022

A Câmara Municipal de Reguengos de Monsaraz manifesta a sua total solidariedade para com o povo ucraniano e o seu direito à paz, autodeterminação e integridade territorial.

A crise na Ucrânia não pode passar-nos despercebida. O momento que vivemos na história mundial, com a Rússia e o governo de Putin a invadir um Estado soberano, atingindo alvos civis e espalhando o terror da guerra na Europa e provocando a morte de cidadãos ucranianos, incluindo crianças, merece a nossa mais veemente condenação.

A comunidade ucraniana e de descendência ucraniana no nosso concelho é uma comunidade amiga, totalmente integrada, trabalhadora, e que sempre acolhemos e continuaremos a acolher fraternamente.

Condenamos a tentativa de ocupação da Ucrânia por parte da Rússia e ressalvamos a resistência corajosa e determinada do povo ucraniano, que luta com coragem pela sua pátria, ainda que sob grande ameaça, incluindo a da utilização de armas nucleares.

Tememos, naturalmente, uma escalada de violência, e defendemos uma solução pacífica para as tensões entre a Rússia e a Ucrânia.

Neste sentido, pretendendo interpretar o sentimento do povo reguenguense, propomos a esta Câmara aprovar o presente Voto de Solidariedade com o povo ucraniano, representado pelo seu presidente Volodymyr Zelensky, pela sua coragem histórica na tentativa de resistência à ocupação russa.

Propomos ainda que possamos garantir que Reguengos de Monsaraz continuará a ser um concelho amigo da Ucrânia e dos ucranianos, diligente no acolhimento de famílias em fuga da guerra e da violência.

Que esta Câmara continue a apoiar ações humanitárias e de solidariedade para com a Ucrânia, designadamente no apoio logístico necessário.

Propomos ainda que, depois de aprovado, seja este voto de solidariedade do povo reguenguense comunicado à embaixada da Ucrânia em Portugal.

Fonte: Município de Reguengos

Reguengos de Monsaraz assinala Dia da Mulher com caminhada em homenagem às mulheres ucranianas

Organização do Município de Reguengos de Monsaraz e do Câmara Reguengos Clube

O Dia da Mulher vai ser comemorado em Reguengos de Monsaraz de 5 a 11 de março com uma caminhada, aulas de ginástica e animação musical. As atividades são organizadas pelo Município de Reguengos de Monsaraz e pelo Câmara Reguengos Clube e vão decorrer em todas as freguesias do concelho.

O programa abre no dia 5 de março, pelas 16h30, com uma caminhada em homenagem às mulheres ucranianas. A caminhada tem 5,7 quilómetros de extensão com partida e chegada na Praça da Liberdade, em Reguengos de Monsaraz. As inscrições podem ser efetuadas até ao dia 3 de março no Serviço de Desporto na autarquia ou por e-mail (desporto@cm-reguengos-monsaraz.pt) e as participantes vão receber uma t-shirt, um boné e uma bebida no final da caminhada.

No dia 7 de março, às 14h, haverá aulas de ginástica com fitness, ioga, relaxamento e diversão no jardim de São Marcos do Campo, pelas 15h junto à Igreja Matriz do Sagrado Coração de Jesus, em Campinho, e às 16h10 na Sociedade Cumeadense, na Cumeada. No dia 8 de março decorrem atividades em Reguengos de Monsaraz com aulas de ginástica no Parque da Cidade às 10h, 11h e 16h, e animação musical com Luís Marques, pelas 18h, na Praça da Liberdade, seguida de happy hour com descontos nos cafés e restaurantes da praça. Durante a tarde haverá também aulas de ginástica pelas 14h na antiga escola primária de Motrinos, às 15h no Parque Outeiro XXI, em Outeiro, e pelas 16h na Casa do Cante em Telheiro.

No dia seguinte, 9 de março, às 14h realizam-se aulas de ginástica no Centro de Convívio da Barrada e pelas 15h na Igreja de Santiago, em Monsaraz. No dia 10 de março, o programa comemorativo do Dia da Mulher integra aulas de ginástica às 14h no Centro de Recreio e Convívio Maria Gabriela Leonidas, em Santo António do Baldio, pelas 15h na Sociedade do Carrapatelo e às 16h30 no jardim público de São Pedro do Corval. A fechar, no dia 11 de março, pelas 14h haverá aulas de ginástica no polidesportivo de Perolivas e às 15h15 no parque em Caridade.

 

Fonte: Município de Reguengos

UAb | Oficina de Envelhecimento Ativo na Freguesia de Reguengos de Monsaraz

O Centro Local de Aprendizagem da Universidade Aberta em Reguengos de Monsaraz e a Junta de Freguesia de Reguengos de Monsaraz, realizam de forma presencial, ao longo do mês de março, a iniciativa “Oficina de Envelhecimento Ativo”, com dinamização do médico de Medicina Geral e Familiar José Pepo.

O evento destina-se a toda a comunidade que tenha interesse no tema, em especial, à população adulta e sénior.

É possível participar no evento na seguinte data, hora e local:

  • 16 de março, às 15h00, Sociedade União Perolivense, em Perolivas;
  • 23 de março, às 15h00, Centro Cultural Caridadense Primeiro de Maio, em Caridade;
  • 30 de março, às 15h00, Sede da Junta de Freguesia, em Reguengos de Monsaraz.

A iniciativa é gratuita e pretende sensibilizar os indivíduos para que tenham um papel relevante na sua própria saúde e que possam passar de atores passivos para agentes ativos com vista à procura de estilos de vida mais saudáveis. A promoção de um envelhecimento ativo levará as pessoas à adoção de comportamentos de saúde, prevenindo doenças e melhorando a gestão de doenças que já existem.

Fonte: Município de Reguengos

Colóquio em Reguengos de Monsaraz vai discutir o potencial do regadio no Alentejo

“Regadio 20/30 Discussão dos Possíveis Desafios para o Alentejo na Próxima Década”

“Regadio 20/30 Discussão dos Possíveis Desafios para o Alentejo na Próxima Década” é o tema do colóquio que vai decorrer no dia 18 de março, pelas 10h30, no Auditório Municipal de Reguengos de Monsaraz. A sessão terá como participantes Marta Prates, Presidente da Câmara Municipal de Reguengos de Monsaraz, José Pedro Salema, Presidente da EDIA – Empresa de Desenvolvimento e Infraestruturas do Alqueva, José Núncio, Presidente da FENAREG – Federação Nacional de Regantes e Rogério Ferreira, Diretor da DGADR – Direção-Geral de Agricultura e Desenvolvimento Rural.

Neste colóquio organizado pelo Município de Reguengos de Monsaraz em parceria com a EDIA, a FENAREG e a DGADR, pretende-se discutir o potencial do regadio no Alentejo e o seu contributo no combate às alterações climáticas. Em cima da mesa vai estar o Estudo “Regadio 20/30 – Levantamento do Potencial de Desenvolvimento do Regadio de Iniciativa Pública no Horizonte de uma Década”, produzido pela EDIA com os contributos de outras entidades.

No estudo são analisados os sistemas de regadio coletivos que implicam a realização de investimentos públicos, quer para a implementação de novos regadios, quer para a reabilitação e modernização dos existentes, mas também as intervenções nas barragens no âmbito do Programa Nacional de Regadios. Este programa integra a informação desenvolvida pela EDIA sobre o alargamento das áreas de regadio no território de influência da Barragem do Alqueva.

O colóquio “Regadio 20/30 Discussão dos Possíveis Desafios para o Alentejo na Próxima Década” pretende juntar e receber os contributos de todos os interessados no desenvolvimento regional, na agricultura e no turismo, mas também dos cidadãos em geral.

 

Fonte: Município de Reguengos

Município de Reguengos de Monsaraz abre concursos para cinco postos de trabalho

O Município de Reguengos de Monsaraz abriu procedimentos concursais de recrutamento para cinco postos de trabalho na carreira geral de assistente operacional e categoria de assistente operacional. A autarquia pretende contratar duas pessoas para as funções de cantoneiro de limpeza, uma para canalizador e duas para auxiliar de ação educativa.

Os procedimentos concursais são para constituição de vínculo de emprego público na modalidade de contrato de trabalho em funções públicas por tempo indeterminado no mapa de pessoal do Município de Reguengos de Monsaraz. Os concursos estão abertos pelo prazo de 10 dias úteis a contar da data da publicação do aviso publicitado na Bolsa de Emprego Público, tendo o dia 8 de março como data limite para apresentação das candidaturas.

Os interessados podem candidatar-se na secção de recursos humanos da câmara municipal ou através do site institucional em https://www.cm-reguengos-monsaraz.pt/municipe/camara-municipal/recursos-humanos/recrutamento/

 

Fonte: Município de Reguengos